EXPOSIÇÃO DOMÉSTICA A CÃES E GATOS NÃO INFLUI NA PREVALÊNCIA OU PADRÃO DE ALERGIAS RESPIRATÓRIAS

Archangelo Padreca Fernandes, Débora da Silva, Bernardo Yassunobu Nakamatsu, Jefferson Russo Victor

Resumo


As reações alérgicas tem representado um grande problema de saúde pública na atualidade. Paralelamente, em nossa sociedade a frequência de animais domésticos também tem aumentado. Diversos trabalhos tem objetivado investigar uma possível relação entre estes fatores e tem obtido resultados divergentes. Aqui, objetivamos realizar uma abordagem de importância regional (na cidade de São Paulo) e que considerasse os três principais fatores a serem avaliados para uma confiável avaliação da frequência de alergias: a avaliação in vivo por teste cutâneo de puntura (TCP), a avaliação in vitro dos níveis séricos de IgE específica a alérgenos e, a avaliação clínica dos indivíduos. Neste trabalho os indivíduos foram agrupados de acordo com a presença de animais domésticos em suas residências. As características sócio-demográficas dos indivíduos agrupados são muito semelhantes. Também foi observada uma grande semelhança quanto ao perfil de reatividade avaliado por TCP embora tenha sido observada uma maior frequência de reatividade a cão e aeroalérgenos combinada a uma menor frequência de reatividade a alérgenos de gato nos níveis de IgE especifica. A avliação clínica dos indivíduos mostrou grande semelhança quanto o desenvolvimento de alergias respiratórias entre os grupos. Com isso concluímos que, na população investigada, a convivência com animais domésticos não influi no desenvolvimento de alergias respiratórias.  


Palavras-chave


Hipersensibilidade; Alergia e Imunologia; animais domésticos; IgE.

Texto completo:

PDF

Referências


BERNSTEIN, I. L.; LI, J. T.; BERNSTEIN, D. I.; HAMILTON, R. et al. Allergy diagnostic testing: an updated practice parameter. Ann Allergy Asthma Immunol, 100, n. 3 Suppl 3, p. S1-148, Mar 2008.

DA-SILVA, D.; NAKAMATSU, B. Y.; FERNANDES, A. P.; RIBEIRO, A. R. B. et al. How health professionals understand the term allergy: a clear and concise lexical evidence about a great challenge in education Brazilian Journal of Allergy and Immunology, 3, n. 1, p. 5, March 2019. Original Article.

HEINZERLING, L.; MARI, A.; BERGMANN, K. C.; BRESCIANI, M. et al. The skin prick test - European standards. Clin Transl Allergy, 3, n. 1, p. 3, Feb 2013.

IGEA, J. M. The history of the idea of allergy. Allergy, 68, n. 8, p. 966-973, Aug 2013.

JOHANSSON, S. G.; BIEBER, T.; DAHL, R.; FRIEDMANN, P. S. et al. Revised nomenclature for allergy for global use: Report of the Nomenclature Review Committee of the World Allergy Organization, October 2003. J Allergy Clin Immunol, 113, n. 5, p. 832-836, May 2004.

KRZYCH-FAŁTA, E.; FURMAŃCZYK, K.; PIEKARSKA, B.; RACIBORSKI, F. et al. Extent of protective or allergy-inducing effects in cats and dogs. Ann Agric Environ Med, 25, n. 2, p. 268-273, Jun 2018.

LUO, S.; SUN, Y.; HOU, J.; KONG, X. et al. Pet keeping in childhood and asthma and allergy among children in Tianjin area, China. PLoS One, 13, n. 5, p. e0197274, 2018.

OPPENHEIMER, J.; NELSON, H. S. Skin testing. Ann Allergy Asthma Immunol, 96, n. 2 Suppl 1, p. S6-12, Feb 2006.

ORYSZCZYN, M. P.; ANNESI-MAESANO, I.; CHARPIN, D.; KAUFFMANN, F. Allergy markers in adults in relation to the timing of pet exposure: the EGEA study. Allergy, 58, n. 11, p. 1136-1143, Nov 2003.

PASTORINO, A. C.; KUSCHNIR, F. C.; ARRUDA, L. K.; CASAGRANDE, R. R. et al. Sensitisation to aeroallergens in Brazilian adolescents living at the periphery of large subtropical urban centres. Allergol Immunopathol (Madr), 36, n. 1, p. 9-16, 2008 Jan-Feb 2008.

PATELAROU, E.; TZANAKIS, N.; KELLY, F. J. Exposure to indoor pollutants and Wheeze and asthma development during early childhood. Int J Environ Res Public Health, 12, n. 4, p. 3993-4017, Apr 2015.

SIMONETI, C. S.; FERRAZ, E.; MENEZES, M. B.; ICUMA, T. R. et al. Cat ownership is associated with increased asthma prevalence and dog ownership with decreased spirometry values. Braz J Med Biol Res, 51, n. 12, p. e7558, Oct 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

____________________________________________________________________________________________________________________________________