Enriquecimento ambiental aplicado a tigres (Pantheratigris) e onças pintadas (Pantheraonca) cativos no zoológico Zoo Park da Montanha – Marechal Floriano – ES

Ágatha Silva Veroneze, Danieli Rankel Fernandes, Herivelto dos Santos Almeida, Eduardo Lázaro de Faria da Silva, Thatiane Corona Borlini

Resumo


O elevado quadro de degradação ambiental coloca em risco de extinção um grande número de espécies, sendo necessário alternativas para conservação destes animais. Os zoológicos são instituições muito importantes neste sentido, pois constituem reservatórios genéticos e possibilitam estudos com estes animais, a fim de entender as melhores formas para sua conservação ex situ e, em alguns casos, a melhor forma de retornar estes animais à vida livre. Como os animais cativos sofrem com a diminuição do espaço e a previsibilidade do cativeiro, zoológicos e criadouros de vários lugares passaram a usar técnicas de enriquecimento ambiental para melhorar a qualidade de vida dos animais que ali estão. O estudo consistiu na aplicação de algumas técnicas de enriquecimento ambiental para três onças pintadas e dois tigres no Zoológico Zoo Park da Montanha – ES. A metodologia aplicada apresentou uma etapa de observação do tipo ad libitum e três etapas de observação do tipo animal focal: Pré-Enriquecimento (B), Enriquecimento (E) e Pós-Enriquecimento (PE). Os itens utilizados foram canela em pó (enriquecimento sensorial), caixa e saco surpresa (enriquecimento alimentar e físico), presa viva (enriquecimento alimentar) e coco (enriquecimento físico e cognitivo). Os resultados foram analisados pelo teste qui-quadrado e apresentaram diferenças significativas entre as etapas de observação, mostrando então a eficácia dos métodos utilizados para melhora de qualidade de vida dos animais, tornando-os mais ativos e apresentando menor frequência de comportamentos do estresse.

Palavras-chave


bem-estar animal;enriquecimento ambiental; felinos.

Texto completo:

PDF

Referências


Altmann, J. Observational study of behavior sampling methods. Behav. 1974;49:227-67.

Bashaw, M. J., Bloomsmith, M. A., Marr, M. J., Maplet, T. L.To hunt or not to hunt? A feeding enrichment experiment with captive large felids.Zoo Biology, v.22, n.2, 189-198. 2003.

Basset, L., Buchanan-Smith, H. M. Psychological stress, neuroimmunomodulation, and susceptibility to infectious diseases in animals and man: A review. Psycotherapy and Psychosomatics, v. 66, n. 1, p. 3-26. 1997.

Brasil. Ministério do Meio Ambiente. Instrução Normativa nº 169, de 20 de fevereiro de 2008. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. 2008 fev 22; Seçcão1. p.63-72.

Carniatto, C. H. O., Babá, A. Y., Rosado, F. R. Enriquecimento ambiental com felinos em cativeiro do parque do Ingá. In: Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação Científica do Cesumar, 2008 out 20- 24; Maringá: Centro Universitário de Maringá; 2008.

Dela Ricci, G., Branco, C. H., Sousa, R. T., Titto, C. G.. Efeito de diferentes técnicas de enriquecimento ambiental em cativeiro de onças suçuaranas (Puma concolor). Ciência Animal Brasileira. Goiânia, v.19, 1-10, e-47693, 2018.

Dierenfeld E. S.. Nutritional considerations in captive tiger management. In: Tilson RL, Seal US, editors. Tigers of the world: the biology, biopolitics, management, and conservation of an endangered species. 1987. Park Ridge, NJ: Noyes Publications. p. 149–60.

Farm Animal Welfare Council. Report on Priorities for Animal Welfare Research and Development. Londres. 1993.

Fox, C. M., Z, Harrison, C. Therapeutic and protective effect of environmental enrichment against psychogenic and neurogenic stresss. Behavioural Brain Research, v. 175, p. 1-8. 2006.

Gálvez, D. Efectodelenriquecimiento ambiental sobre elbienestar de tresespecies de felinos mexicanos enpelígro de extincíon (ocelote, margay y jaguarundi) mantenidos em cautiverio. 2008. 89 f. Tesis Doctorado. FMVZ, UNAM, México, DF, 2008.

Gonçalves, M. A. B., Da Silva, S. L., Tavares, M. C. H.,Grosmann, N. V., Ciprete, C.F., Di Castro, P. H. G. Comportamento e bem-estar animal: o Enriquecimento Ambiental. In Hüpner, Camila. (2007). Aplicação de métodos de Enriquecimento Ambiental para Jaguatirica (Leoparduspardalis) no zoológico Pomerode – Pomerode/SC.

Hüpner, Camila. Aplicação de métodos de Enri

quecimento Ambiental para Jaguatirica (Leoparduspardalis) no zoológico Pomerode – Pomerode/SC. 2007.

Machado, R. B. Ministério do Meio Ambiente - MMA. A Convenção Sobre Diversidade Biológica - CDB. Brasília, 2000.30p.

Martins, V. N. B. Enriquecimento ambiental para Leopardus tigrinus no Zoológico Municipal de Uberlândia, Uberlândia, MG [monografia]. Uberlândia: Universidade Federal de Uberlândia. 2018.

Ryder, R. D. 1990. Sentientism. Animal Liberation Front. Disponível em . Acesso em 19 de junho de 2019.

Silva, T.B.B., Abreu, J. B. de, Godoy, A. C., Carpi, L. C. F. G. Enriquecimento Ambiental para Felinos em Cativeiro. Atas de Saúde Ambiental – ASA. v.2, n.3, p.47-52, set/dez. São Paulo – SP, 2014.

Silva, S.M.A.D. Influência do Enriquecimento Ambiental no Comportamento de Tigres (Pantheratigris) em Cativeiro [tese]. Lisboa – Portugal: Instituto Superior de Psicologia Aplicada; 2004.

Skiebel, A.L., Trevino, H.S.,Naugher, K. Comparison of several types of enrichment for captive felids. Zoo Biology, vol. 26, no. 5, pp. 371-381.

Vidal, L. S., Guilherme, F. R., Silva, V. F., Faccio, M. C. S. R., Martins, M. M., &Briani, D. C. The effect of visitor number and spice provisioning in pacing expression by jaguars evaluated through a case study. Brazilian Journal of Biology, 76(2), 506-510. 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

____________________________________________________________________________________________________________________________________