A PERCEPÇÃO DA CONSCIÊNCIA AMBIENTAL NA CONSTRUÇÃO EM ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL

Gabriela Schneider de Sousa Bottega, Juliana Kiles Oliveira, Katiane Laura Balzan, Silvio Edmundo Pilz, Francieli Dalcanton, Marcelo Fabiano Costella

Resumo


A engenharia civil é a uma das profissões que mais cresce no país, contribuindo de forma significativa para o seu desenvolvimento, devendo este ser sustentável, atendendo a geração presente e futura. O profissional da engenharia civil é um grande responsável nesse desenvolvimento sustentável, na medida em que o setor da construção é grande consumidor de recursos naturais e grande gerador de resíduos. Portanto, esta pesquisa teve como objetivo identificar o nível de conhecimento dos estudantes do curso de engenharia civil em relação aos parâmetros de sustentabilidade na construção civil, abrangendo os alunos iniciantes e concluintes de duas instituições de ensino superior. O instrumento de estudo foi um questionário contemplando questões básicas e específicas, relacionada aos temas consciência ambiental e sustentabilidade na construção civil, onde as respostas receberam pesos diferenciados a fim de quantificar o nível de conhecimento. A amostragem coletada na pesquisa, durante o período do segundo semestre de 2015, foi de 136 alunos, sendo 67 alunos na fase iniciante do curso e 69 alunos na fase de conclusão do curso de engenharia civil.  Os resultados demostram que há insuficiência de domínio nesse tema, tanto na fase inicial quanto na fase final do curso, no qual apenas 36,23% dos concluintes apresentaram conhecimento avançado sobre o assunto. Diante disso, foi constatada a importância de uma mudança no sistema de ensino dentro das universidades, em que o foco seja no desenvolvimento sustentável para aplicação na construção civil.


Palavras-chave


Engenharia civil; Sustentabilidade; Ensino na engenharia civil; Desenvolvimento sustentável

Texto completo:

PDF

Referências


Al-Tamimi, A. K. Mortula, M. Abu-Lebdeh, G. Beheiry, S. (2011). Evaluations of sustainability concepts in civil engineering program. The Built & Human Environment Review, 4 (1).

ASCE. American Society of Civil Engineers (2017). Code of Ethics. Recuperado em 18 janeiro, 2019, de http://www.asce.org/code-of-ethics/.

Bueno, R. de L., & Arruda, R. A. de (2013). Educação ambiental. Revista Eventos Pedagógicos, 4(2), 182-190.

CBCS. Conselho Brasileiro de Construção Sustentável (2014). Aspectos da construção sustentável no Brasil e promoção de políticas públicas. Recuperado em 27 outubro, 2015, de http://www.cbcs.org.br/website/aspectos-construcao-sustentavel/show.asp?ppgCode=31E2524C-905E-4FC0-B784-118693813AC4.

CEMPRE. Compromisso Empresarial para Reciclagem (2013). CEMPRE Review. Recuperado em 27 outubro, 2015, de http://www.cempre.org.br/.

Chau, K. W. (2007). Incorporation of sustainability concepts into a civil engineering curriculum. Journal of professional issues in engineering education and practice, 133(3), 188-191.

Costa, A. A. de, Machado, D. G., Rodrigues, T. C. & Souza, M. A. de (2013). Desenvolvimento sustentável: percepção dos alunos do curso de graduação em ciências contábeis das instituições federais de ensino superior do estado do Rio Grande do Sul. Revista Metropolitana de Sustentabilidade, 7(1), 68-90.

Elkington, J., 1997. Canibals with Forks: the Triple Bottom Line of 21st Century Business. Capstone Publishing, Oxford.

Fávaro, L. C., Fonseca, L. R. da, Rezende, P. D. de, & Magalhães S. R.. (2018). A influência da graduação no processo de formação de engenheiros civis em relação a prática sustentável ambiental. Educação Ambiental em Ação, XVII (64).

Felgueiras, M. C., Rocha, J. S., & Caetano, N. (2017). Engineering education towards sustainability. Energy Procedia, 136, 414-417.

Filippim, E. S., Silva, R. M. F. da, & Roman, D. J.. (2018). Aprendizagem para a sustentabilidade: O caso da Universidade corporativa Caixa. Revista Metropolitana de Sustentabilidade, 8(3), 90-105.

Furtado, A. F. (2013). Um estudo sobre o desafio do ensino de engenharia frente aos problemas econômicos, energéticos e a sustentabilidade. Revista Encontro de Pesquisa em Educação, 6(1). Uberaba.

Instituto Brasileiro de Sustentabilidade - InBS. (1987). Relatório Brundtland "Nosso Futuro Comum" - definição e princípios. Recuperado em 27 de julho de 2015, de http://www.inbs.com.br/ead/Arquivos%20Cursos/SANeMeT/RELAT%23U00d3RIO%20BRUNDTLAND%20%23U201cNOSSO%20FUTURO%20COMUM%23U201d.pdf

Leal Filho, W., Manolas, E., & Place, P. (2009). Education for sustainable development: current discourses and practices and their relevance to technology education. International Journal of Technology and Design Education, 19(2), 149-165.

Leal Filho W., Raath S., Lazzarini B., Vargas V.R., Souza L. de, Anholon R., Quelhas O.L.G., Haddad R., Klavins M. & Orlovic V.L. (2018). The role of transformation in learning and education for sustainability. Journal of Cleaner Production, 199, 286-295.

Lunardelli, P. E., Mutti, C. do N., & Goulart, S. V. G. (2014). Importância da sustentabilidade na formação do engenheiro civil: análise do nível de conhecimento e conscientização ambiental de futuros profissionais. Educação Ambiental em Ação, XIII (48).

Montenegro L. A., Araújo M. F. F. de, Melo A. V. de & Petrovich A. C. I. (2018). A educação para a sustentabilidade na prática docente: Um desafio a ser alcançado. Educação Ambiental em Ação, XVIII (64).

Olawumi T. O. & Daniel W.M. Chan D. W. M. (2018). A scientometric review of global research on sustainability and sustainable development. Journal of Cleaner Production, 183 231-250.

Rodgers, J. D. (2009). Sustainability and Civil Engineering. Ohio Valley Regional Student Conference. Recuperado em 25 agosto, 2015, de http://digitalcommons.wku.edu/cgi/viewcontent.cgi?article=1001&context=civ_engin_stu_res.

Stock, T., & Kohl, H. (2018). Perspectives for International Engineering Education: Sustainable-oriented and Transnational Teaching and Learning. Procedia Manufacturing, 21, 10-17.

Valente, J. P. (2009). Certificações na construção civil: comparativo entre LEED e HQE. Rio de Janeiro. Recuperado em 27 outubro, 2015, de http://monografias.poli.ufrj.br/monografias/monopoli10000221.pdf.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Metropolitana de Sustentabilidade - ISSN  2318-3233


 

 Impact Factor 1,362 - year 2015

  

 Quality Factor 2,000 - year 2015