A IMPORTÂNCIA DAS EMBALAGENS PARA ALIMENTOS - ASPECTOS SOCIOECONÔMICOS E AMBIENTAIS

Denize Rocha Santos Fontoura, Ricardo Moreira Calil, Ercilia Maria Borgheresi Calil

Resumo


Este trabalho se propôs revisar a temática das embalagens para alimentos, presentes e fundamentais na indústria de alimentos. As embalagens têm como principais funções conter, proteger e conservar o produto. Além disso, trata-se de um importante componente da economia nos países industrializados. Nas últimas décadas, o desenvolvimento de novas tecnologias de materiais aplicadas às embalagens de alimentos vem resgatando a importância da embalagem como ferramenta de sustentabilidade para a sociedade, onde os benefícios são altamente significativos para o meio ambiente e para a segurança dos alimentos.


Palavras-chave


biopolímeros; embalagem ativa; embalagem inteligente; segurança dos alimentos; sustentabilidade

Texto completo:

PDF

Referências


ABRE. Associação Brasileira de embalagem. Protocolo global sobre sustentabilidade de embalagens 2.0. [internet]. 2011 [acesso em 2015 out 04]; Disponível em: http://www.abre. org.br/wp-content/uploads/2012/08/protocolo_global.pdf.

ABRE. O setor. [internet]. 2016 [acesso em 04 mar 2016]; Disponível em: http://www.abre. org.br.

Banzato JM. Embalagens. São Paulo: IMAM, 2008.

Bastos A. Embalagens de plástico verde reduzem desperdício e dão mais segurança. [Internet]. 2014 [acesso em 2016 fev 15]; Disponível em: https://www.embrapa.br/busca-de-noticias/-/noticia/1967385/embalagens-de-plastico-verde-reduzem-desperdicio-e-dao-mais-seguranca.

Braga RL, Peres L. Novas tendências em embalagens para alimentos: revisão. Boletim do CEPPA. 2010; 28(1): 69-84.

Brasil. ANVISA- Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC nº 91, de 11 de maio de 2001. [Internet]. 2001 [acesso 2015 set 28]; Disponível em: http://portal.anvisa. gov.br/wps/content/Anvisa+Portal/Anvisa/Inicio/Alimentos/Assuntos+de+Interesse/Embalagens

Brasil. ANVISA- Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC nº 20, de 26 de março de 2008. [Internet]. 2008 [acesso em 2015 set 28];Disponível em: http://portal.anvisa. gov.br/wps/wcm/connect/beed8180474597599feddf3fbc4c6735/RDC_20.pdf?MOD=AJPERES

Brasil. ANVISA- Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Perguntas e respostas sobre materiais em contato com alimentos. [Internet]. 2014 [acesso em 2015 ago 19]; Disponível em: http://portal.anvisa.gov.br/wps/wcm/connect/90666300462a38a5ba4abfec1b28f937/Embalagens.pdf?MOD=AJPERES.

¬¬¬¬¬Brasil. ANVISA- Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Embalagem. [Internet]. 2016 [acesso em 2016 fev 10]; 2016. Disponível em: http://portal.anvisa.gov.br/wps/content/ Anvisa+Portal/Anvisa/Inicio/Alimentos/Assuntos+de+Interesse/Embalagens.

Brasil. Lei nº 12.305, de 2 de agosto de 2010. [Internet]. 2010 [acesso em 2016 mar 20]; Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12305.htm.

Brito GF, Agrawal P, Araujo EM, Melo TJA. Biopolímeros, polímeros biodegradáveis e polímeros verdes. Revista Eletrônica de Materiais e Processos [Internet] 2011 [acesso em 2016 ago 20];6(2):127-139. Disponível em:http://www2.ufcg.edu.br/revista-remap/ index. php/REMAP/article/download/222/204. Acesso em: 20 de agosto de 2016.

Brody AL, Bugusu B, Han JH, Sand CK, Mchugh TH. Innovative food packaging solutions. Journal of Food Science. 2008;73(8):107-116.

Câmara FM, Gomes CB, Matuk TT, Szarfarc SC. Caracterização dos resíduos gerados na Ceasa paulistana sob a ótica da saúde ambiental e segurança. Segurança Alimentar e Nutricional. 2014;21(1):395-403.

Campos CS. Relatório Brundtland – a versão original. [Internet]. 2011 [acesso em 2016 abr 11]; Disponível em: https://ambiente.wordpress.com/2011/03/22/relatrio-brundtland-a-verso-original/.

Cesar AS, Mori C, Batalha MO. Inovações tecnológicas de embalagens nas indústrias de alimentos: estudo de caso da adoção de embalagem ativa em empresas de torrefação de café. Revista Brasileira de Inovação.2010;9(2):355-378.

Codex Alimentarius Comission. Food Hygiene. [Internet]. 2009 [acesso em 2015 set 20];Disponível em: http://www.fao.org/fao-who-codexalimentarius/en/.

Coles R. Introduction. In: Mcdowell D, Kirwan MJ. Food Packaging Technology. London: CRC Press; 2003.1-29p.

Dainelli D, Gontard N, Spyropoulos D, den Beuken EZ, Tobback P. Active and intelligent food packaging: legal aspects and safety concerns. Trends in Food Science & Tecnology.2008;19:103-112.

Davis G; Song JH. Biodegradable packaging based on raw materials from crops and their impact in wast management. Industrial Crops and Products. 2006;23:147-161.

DAY. B. P. F. Active packaging. In: Coles R; Mcdowell D; Kirwan MJ. Food Packaging Technology. London: CRC Press, 2003. p. 282-301.

EU. Comission Regulation (EC) Nº 450, of 29 de may de 2009. Official Journal of the European Union. 2009 may30.L. 135.[Internet]. 2009[acesso 2015 dez 01]; Disponível em: http://eurlex.europa.eu/LexUriServ/LexUriServ.do?uri=OJ:L:2009:135:0003:0011:EN:PDF

Ey Analisys. Unwrapping the packaging industry. [Internet]. 2013 [acesso em 2016 mar 22]; Disponível em: http://www.ey.com/Publication/vwLUAssets/Unwrapping_the_packaging_ industry_%E2%80%93_seven_factors_for_success/$FILE/EY_Unwrapping_the_packaging_industry_-_seven_success_factors.pdf.

FAPESP. Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo. Embalagens Sofisticadas. [Internet]. 2013 [acesso em 2016 mai 02]; Disponível em: http://revistapesquisa.fapesp.br /2013/06/05/embalagens-sofisticadas/.

Ferreira MD. Tecnologias pós-colheita em frutas e hortaliças. São Carlos: Embrapa Instrumentação; 2011.

Franco BDGM, LandgrafM. Microbiologia dos Alimentos. São Paulo: Editora Atheneu; 2005. 13-26p.

Garcia EEC. A legislação de embalagens no Brasil e a segurança de alimentos. In: Curso de regulamentos sobre embalagens plásticas para contato com alimentos e bebidas, 2015, Campinas. Tópico temático...Campinas: ITAL;2015. 01- 20p.

Garcia EEC. O mito da degradação de embalagens. Boletim de tecnologia e desenvolvimento de embalagens. 2013;25(13):1-3.

Iura PSCE. Embalagens ativas para alimentos [Trabalho de conclusão de curso].Lorena: Escola de Engenharia de Lorena, Universidade São Paulo;2012.

Jorge N. Embalagens para Alimentos. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2013.

Landim APM, Bernardo CO, Martins IBA, Francisco MR, Santos MB, Melo NR. Sustentabilidade quanto às embalagens de alimentos no Brasil. Polímeros. 2016;26(especial):82- 92.

Lazcka O, Del Campo FJ, Muñoz FX. Pathogen detection: A perspective of tradicional methods and biosensors. Elsevier. 2007;22:1205-1217.

Maciel VBV, Franco TT, Yoschida CMP. Sistemas inteligentes de embalagens utilizando filmes de quitosana como indicador colorimétrico de temperatura. Polímeros. 2012;22(4):318-324.

Marsh K, Bugusu B. Food packaging- roles, materials and environmental issues. Institute of Food Technologist. 2007;72(3):39-55.

Oliveira LM, Oliveira PAPLV. Revisão: Antimicrobianos utilizados em embalagens plásticas. Brazilian Journal of Food Technology.2004;7(2):161-165.

ONU- Organização das Nações Unidas. Mais de 420 mil pessoas morreram por doenças transmitidas por alimentos em 2010, revela OMS.[Internet]. 2015 [acesso em 2016 agosto 26]; Disponível em: https://nacoesunidas.org/mais-de-420-mil-pessoas-morreram-por-doencas-transmitidas-por-alimentos-em-2010-revela-oms/.

Opara UL, Mditshwa A. A review on the role of packaging in securing food system: Adding value to food products and reducing losses and waste. Afr. J. Agric. Res.2013;8(22)2621- :2630.

Padula M. Segurança e assuntos regulatórios. In: Sarantópoulos CIGL,

Rego RA. Brasil pack trends 2020. 1ª ed. Campinas: ITAL; 2012. 205-225p.

Padula M. Legislação para embalagens ativas e inteligentes. In: Curso de regulamentos sobre embalagens plásticas para contato com alimentos e bebidas, 2015, Campinas. Tópico temático...Campinas: ITAL; 2015. p. 01- 23.

Poças MFF, Moreira R. Segurança alimentar e embalagem. Porto: ESB/UCP; 2003.

Raconteur. Future of packaging. [Internet]. 2014 [acesso em 2015 out 21]. Disponível em: http://raconteur.net/future-of-packaging-2014.

Rebello FFP. Novas tecnologias aplicadas às embalagens de alimentos. Revista Agrogeoambiental. 2009;1(especial):156-164.

Restuccia D, Spizzirri GU, Parisi OI, Cirillo G, Curcio M, Lemma F. et al. New EU regulation aspects and global market of active and intelligent packaging for food industry applications. Food Control.2010;21:1425-1435.

Ripesense. How hipe do you like it? [Internet]. 2015 [acesso em 2015 out 22];Disponível em: http://www.ripesense.co.nz/.

Robertson GL.Food Packaging: principles and practice. Boca Raton: CRC Press; 2013.

Ruiz GJ, Figueiredo LF. Gestão de design: Estratégia no desenvolvimento de embalagens para sustentabilidade. [Internet]. 2016 [acesso em 2016 abr 08]. Disponível em: http://www.ngd.ufsc.br/files/2012/12/gilson_luiz_vf.pdf.

Santos AMP, Yoshida MP. Embalagem. Recife: EDUFRPE; 2011.

Sarantópoulos CIGL, Rego RA, Dantas TBH, Dantas FBH, Jaime SBM, Mourad AL, Padula M. et al. As tendências de embalagem. In:

Sarantópoulos; Rego RA. Brasil pack trends, 2020. Campinas: ITAL; 2012.67-83p.

Sarantópoulos CIGL, Dantas TBH. Qualidade e novas tecnologias. In:

Sarantópoulos; REGO, RA. Brasil pack trends 2020. 1ª ed. Campinas: ITAL; 2012.205-225p.

Sarantópoulos CIGL; Cofcewicz LS. Embalagens inteligentes para alimentos perecíveis. Boletim de tecnologia e desenvolvimento de embalagens.2015;27(3):1-9.

Soares NFF, Silva WAS, Pires ACS, Camilloto GP, Silva PS. Novos desenvolvimentos e aplicações em embalagens de alimentos. Revista Ceres.2009;56(4):370- 378.

Souza AC, Benze R, Ferrao ES, Ditchfield C, Coelho ACV, Tadini CC. Cassava starch biodegradable films: Influence of glycerol and clay nanoparticles contente on tensile and barrier properties and glass transition temperature. LWT- Food Science and Technology. 2012;46:110-117.

Verghese K, Lewis H, Lockrey S, William H. Final Report: The role of packaging in minimising food waste in the supply chain of the future. [Internet]. 2016 [acesso em 2016 ago 15]; Disponível em: http://www.chep.com/foodwaste/.

Vermeiren L, Devlieghere F, Van Beest M, Kruijt N, Debevere J. Development in the active packaging of foods. 2000. J. food technol Afr. 2000;5(1):6-13.

Vilela NJ, Lana MM, Nascimento EF, Makishima N. O peso da perda de alimentos para a sociedade: o caso das hortaliças. Horticultura Brasileira. 2003;21(2):141-143.

Wallis G, Weil D, Madi FCL. O mercado de embalagem: mundo e Brasil. In: Sarantópoulos CIGL, Rego RA. Brasil pack trends, 2020. 1ª ed. Campinas: ITAL; 2012. 23-38p.

Weber CJ, Haugaard V, Festersen R, Bertelsen G. Production and applications of biobased packaging materials for the food industry. Food addit Contam. 2002;19:172- 177.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

____________________________________________________________________________________________________________________________________