Crimes ambientais e sustentabilidade: discussão sobre a responsabilidade penal dos gestores e administradores de empresas

Marcos Antonio Madeira De Mattos Martins, Karla Cristina da Costa e Silva De Mattos Martins, Alexandre Formigoni, Alessandro Marco Rossini

Resumo


O presente artigo tem como objetivo investigar o tratamento jurídico da responsabilidade civil e penal dos gestores e administradores em relação aos danos causados ao meio ambiente. O referencial teórico traz o conceito e análise jurídica de responsabilidade, previsão jurídica de dano ambiental e as sanções previstas no ordenamento para as condutas tipificadas como crime. A pesquisa apurou as legislações relacionadas à Política Nacional do Meio Ambiente, destacando o objetivo de harmonização entre o princípio da livre iniciativa e o desenvolvimento sustentável. Os dados obtidos através de relatório de órgãos fiscalizatórios do meio ambiente demonstram um número crescente de acidentes ambientais, com ausência de indicação de políticas efetivas de combate às condutas ilícitas. A análise de dados jurisprudenciais demonstra a tendência de condenação de gestores e administradores por danos causados ao meio ambiente, quando provado o nexo de causalidade entre a conduta do agressor, mesmo sem intenção de causar dano, e a consequente degradação ao meio ambiente.


Palavras-chave


crime ambiental; sustentabilidade; responsabilidade social; gestão empresarial

Texto completo:

HTML PDF

Referências


BITTAR, Carlos Alberto (1994). Curso de direito civil. 1 ed. Rio de Janeiro: Forense.

BRASIL. Constituição (1998). Presidência da República, Casa Civil, subchefia para assuntos jurídicos, promulga Constituição da República Federativa do Brasil. Planalto: Brasília, 5 de Outubro de 1988. Disponível em: <> Acesso em 20 de junho de 2017.

_______. Lei nº 6.938/81, de 31 de Agosto de 1981. Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras pro-vidências. Planalto: Brasília, 31 de agosto de 1981. Disponível em: << http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L6938.htm>> Acesso em 20 de junho de 2017.

_______. Lei nº 7.735, de 22 de fevereiro de 1989. Dispõe sobre a extinção de órgão e de entidade autárquica, cria o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis e dá outras providências. Senado Federal: Brasília, 22 de Feverei-ro de 1989. Disponível em: << http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L7735.htm>> Acesso em 20 de junho de 2017.

_______. Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998. Dispõe sobre as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente, e dá ou-tras providências. Planalto: Brasília, 12 de fevereiro de 1998. Disponível em: << http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9605.htm>> Acesso em 20 de junho de 2017.

_______. Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Planalto: Brasília, 27 de abril de 1999. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9795.htm>> Acesso em 20 de junho de 2017.

_______. Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002, Presidência da República, Casa Ci-vil. Institui o Código Civil. Planalto: Brasília, 10 de janeiro de 2002. Disponível em:<< http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/L10406.htm>> Acesso em 20 de junho de 2017.

CAVALIERI FILHO, Sérgio (2010). Programa de responsabilidade civil. 9. ed. rev. e ampl. São Paulo: Atlas.

MAGALHÃES, F. (1960). Dicionário etimológico Português Latim. Edição especial. São Paulo: editora LEP S.A.

IBAMA (2014). Relatório de acidentes ambientais 2014. Org. Anderson Luis do Valle e Rafaela Mariana Kososki. Julho de 2015. Disponível em: << http://ibama.gov.br/phocadownload/relatorios/acidentes_ambientais/ibama-2014-relatorio_acidentes_ambientais.pdf>> Acessado em 20 de junho de 2017.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria (2007). Técnicas de pesqui-sa: elaboração e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisas, elabora-ção, análise e interpretação de dados. 6. ed. São Paulo: Atlas.

MIRRA, Álvaro Luiz Valery (2001). Direito ambiental: o princípio da precaução e sua aplicação jurisdicional. Revista de Direito Ambiental. n. 21. pp. 93-95, jan/mar. 2001. São Paulo.

RICHARDSON, Roberto Jarry (1999). Pesquisa social: métodos e técnicas. 3 ed. São Paulo: Atlas.

SILVA, José Afonso da (2013). Direito Constitucional Ambiental. 2. ed. São Paulo: Malheiros.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Metropolitana de Sustentabilidade - ISSN  2318-3233


 

 Impact Factor 1,362 - year 2015

  

 Quality Factor 2,000 - year 2015