DIMENSÕES E ELEMENTOS DE ECODESENVOLVIMENTO TERRITORIAL: ESTUDO DE CASO NO CENTRO SUL VALE DO SALGADO

Christian Dárlio Brito Arruda, Fátima Regina Ney Matos, Adriana Silva de Oliveira Arruda, Diego de Queiroz Machado

Resumo


Este estudo versa sobre o processo de desenvolvimento territorial em um dos treze territórios rurais do estado do Ceará, o Território Centro Sul e Vale do Salgado, considerando as cinco dimensões do ecodesenvolvimento propostas por Sachs (2002), sendo elas: social, econômica, ecológica, espacial e cultural. Seu objetivo geral, então, consiste em analisar as relações entre as dimensões do ecodesenvolvimento em um território rural, no caso, o Território Centro Sul e Vale do Salgado, de modo a possibilitar a proposição de diretrizes sustentáveis para a promoção deste tipo de política neste território. Em termos metodológicos, seu desenvolvimento se deu a partir de uma abordagem qualitativa, mediante método de estudo de caso, com realização de entrevistas com agentes sociais do território e pesquisa documental. Dessa forma, o mapeamento efetuado a partir das práticas e processos organizacionais possibilitou especificar as cinco dimensões características ao processo do ecodesenvolvimento, bem como suas relações. Por fim, recomenda-se um conjunto de proposições voltadas para a construção de uma estratégia metodológica com vistas à sustentabilidade do ecodesenvolvimento.


Palavras-chave


Desenvolvimento territorial; Ecodesenvolvimento; Políticas públicas; Estudo de caso.

Texto completo:

PDF HTML

Referências


Araújo, T. B. (2007). Políticas públicas e promoção do desenvolvimento em bases territoriais. In: II Fórum Internacional de Desenvolvimento Territorial: Articulação de Políticas Públicas e Atores Sociais, Salvador.

Arns, P. C. (1998). Ambiente Oficina de Capacitação Organizacional. Recife: Série Cadernos Metodológicos do Programa Nacional de Capacitação Técnica BN/PNUD.

Arns, P. C. (2005). Desenvolvimento rural sustentável: articulando políticas públicas e demandas sociais. Brasília: MDA, 2005.

Arruda, A. S. O. (2013). Desenvolvimento rural sustentável e economia solidária: estudo de caso na comunidade aquicultores e pescadores artesanais de Guassussê-CE. Dissertação (Mestrado em Administração de Empresas) – Universidade de Fortaleza (UNIFOR), Fortaleza.

Banco do Nordeste do Brasil - BNB. (2010). Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentável. Resumo Executivo. Fortaleza: Instituto Agropólos do Ceará.

Bogdan, R., & Biklen, S. (1994). Investigação qualitativa em educação. Porto: Porto Editora.

Buarque, S. C. (1995). Metodologia de Planejamento do Desenvolvimento Sustentável. Recife: IICA.

Brasil. Ministério do Desenvolvimento Agrário. (2009). I Conferência Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário. Relatório Final. Disponível em: . Acesso em: 5 jul. 2014.

Brasil. Ministério do Desenvolvimento Agrário. (2011). Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentável: Território Centro Sul Vale do Salgado – MDA/SDT. Fortaleza: Instituto Agropólos do Ceará.

Dowbor, L. (1999). A reprodução social: proposta para uma gestão descentralizada. 2. ed. Petrópolis: Vozes.

Favareto, A. et al. (2010). Políticas de desenvolvimento territorial rural no Brasil: avanços e desafios. Brasília: IICA.

Fischer, T. (2002). Gestão do Desenvolvimento e Poderes Locais: marcos teóricos e avaliação. Salvador: Casa da Qualidade.

Gohn, M. G. (2003). Conselhos gestores e participação sociopolítica. 2. ed. São Paulo: Cortez.

Jara, C. J., & Souto, M. V. M. (2001). As dimensões intangíveis do desenvolvimento local. Brasília: IICA.

Jordán, A.; Zapata, T. (1997). Um Programa de Capacitação e Transferência de Metodologia para o Desenvolvimento Econômico Local. Recife: Projeto Banco do Nordeste/PNUD.

Llorens, F. (2001). Desenvolvimento Econômico Local: caminhos e desafios para a construção de uma nova agenda política. Rio de janeiro: BNDES.

Ministério do Desenvolvimento Agrário – MDA, & Secretaria de Desenvolvimento Territorial - SDT. (2005a). Gestão Social e Planejamento do Desenvolvimento Territorial. Brasília.

Ministério do Desenvolvimento Agrário – MDA, & Secretaria de Desenvolvimento Territorial - SDT. (2005b). Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentável - Guia de Planejamento Territorial. Brasília.

Merriam, S. (1998). Qualitative research and case study applications in education. San Francisco: Jossey-Bass.

Minayo, M. (2007). O desafio do conhecimento – pesquisa qualitativa em saúde. 10. ed. São Paulo: Hucitec.

Organização das Nações Unidas. (1987). Nosso futuro comum. Nova Iorque, EUA.

Ortega, A. C. (2008). Territórios deprimidos: desafios para as políticas de desenvolvimento rural. Campinas: Alínea; Uberlândia: Edufu.

Putnam, R. (1998). Comunidade e democracia – a experiência da Itália moderna. Rio de Janeiro: Ed. da FGV.

Quivy, R., & Campenhoudt, L. (2008). Manual de investigação em ciências sociais – trajetos. Lisboa: Gradiva.

Sachs, I. (2002). Caminhos para o desenvolvimento sustentável. Rio de Janeiro: Garamond.

Sepulveda, S. (2005). Desenvolvimento Microrregional Sustentável: Métodos para Planejamento Local. Trad. Dalto Guimarães. Brasília: IICA.

Silva, A. (2005). A vivência de conflitos entre a prática gerencial e as relações em família. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

Torrens, J. C. S. (2007). Território e desenvolvimento: a experiência de articulação territorial do Sudoeste do Paraná. Deser: Curitiba.

Veiga, J. E. (2001). Desenvolvimento territorial: do entulho varguista ao zoneamento ecológico-econômico. Salvador: Bahia Análise & Dados.

Yin, R. (2005). Estudo de caso: planejamento e métodos. 3. ed. Porto Alegre: Bookman.

Zapata, T. (1997). Capacitação, Associativismo e Desenvolvimento Local, Projeto Banco do Nordeste/PNUD. Série Cadernos Técnicos, Recife, n. 1.

Zapata, T. (2001). Desenvolvimento local: estratégias e fundamentos metodológicos. Rio de Janeiro: Comunidade Solidária/Governo Federal/Rits.

Zapata, T.; Parente, S. (2002). O desenvolvimento institucional e a construção de parcerias para o desenvolvimento local. Recife: Projeto BNDES-PNUD.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Metropolitana de Sustentabilidade - ISSN  2318-3233


 

 Impact Factor 1,362 - year 2015

  

 Quality Factor 2,000 - year 2015