A SOCIEDADE-REDE E O ESTADO-REDE

Ivar Alberto Martins Hartmann

Resumo


O artigo aponta os contornos principais de uma sociedade-rede, justificando a escolha da expressão por meio da característica essencialmente diferente da malha comunicacional que permeia o ciberespaço. Com base nisso, verifica o mérito das teses da impossibilidade e inconveniência da regulação das relações sociais na internet, mostrando sua insuficiência e, ancorado na noção da necessidade de regulação, bem como da imprescindibilidade do formato aberto, dinâmico e democrático da mesma, descreve um Estado-Rede.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2357-9676