Estudo do uso da fibra do coco como isolante termo-acústico

Bianca F Moretto, Gustavo Misturini, Shana Andréia da Silva, José de Souza

Resumo


Neste paper foram desenvolvidas placas de isolamento termo-acústico utilizando um resíduo da indústria alimentícia, a fibra da casca de coco, juntamente com um aglutinante. Foram selecionadas três resinas para efetuar a conformação junto à fibra de coco: breu, éster de breu e resina hidrocarbônica. Foram efetuadas doze composições com diferentes proporções de resina, para determinar a melhor relação resina/fibra. Foram realizados cinco ensaios distintos para determinação do compósito que melhor cumpre a função à qual o projeto está sendo proposto: ensaio de condutividade térmica, absorção de água, análise microscópica, isolamento sonoro e determinação do isolamento ao ruído aéreo. Através destes ensaios, constatou-se que o compósito que possui 40% de éster de breu na composição, apresentou melhores resultados entre os demais. Houve a absorção de 4,3% de água após o período de 2 horas e 9% após 24 horas. Na análise microscópica foi possível comprovar que a resina inibe a passagem de água por entre as ramificações; através do ensaio de condutividade térmica do material. Determinou-se o índice de 0,05498 W/m*K para a chapa contendo éster de breu; no ensaio de isolamento sonoro, ocorreu a redução de aproximadamente 28 decibéis quando comparada à caixa sem isolante. No ensaio para determinação do isolamento ao ruído aéreo, obteve-se o índice de redução sonora ponderado Rw (dB): 47. O compósito apresenta bons resultados gerando possibilidades de ser aplicado como isolante termo-acústico.


Palavras-chave


Fibra de Coco, Isolante Acústico, Isolante térmico.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




INOVAE  -  ISSN 2357-7797