ANÁLISE ESPAÇO - TEMPORAL DA CONCENTRAÇÃO DE OZÔNIO NA REGIÃO NORTE DA CIDADE DE SÃO PAULO

Camila Bosco da Silva, Alexander Sérgio Evaso

Resumo


O ozônio é um gás encontrado naturalmente na estratosfera, tendo como função compor a camada que protege o planeta Terra da intensidade dos raios ultravioleta (UV). No entanto quando este gás é encontrado na troposfera e em níveis maiores do que o permitido pelo órgão ambiental fiscalizador, acarreta danos ao meio ambiente e à saúde pública.
A presente pesquisa apresentará informações resultantes dos dados obtidos pelos postos de monitoramento da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo – CETESB e dados complementares do Centro de Gerenciamento de Emergência – CGE e do Instituto Nacional de Meteorologia - INMET a fim de realizar uma análise espaço-temporal da evolução deste poluente entre os períodos de verão e inverno dos anos 2013 a 2015, na área da zona norte da cidade de São Paulo, tomando como destaque o distrito de Santana, devido ao seu adensamento urbano nos últimos anos.

 


Palavras-chave


Poluição Atmosférica; Ozônio; Poluente Secundário; Análise Espaço - Temporal.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVIM, DEBORA S., GATTI, L. V, SANTOS,H.M, ; Yamazaki, A, Estudo dos compostos orgânicos voláteis precursores de ozônio na cidade de São Paulo, Studies of the volátil e organic compounds precursors of ozone in São Paulo city, Artigo Técnico, Eng. Sanit. Ambient. vol.16 no.2, 189-196,Rio de Janeiro Apr./June 2011.

Companhia Ambiental do Estado de São Paulo – CETESB, Abrangência Espacial das Estações de Monitoramento de Ozônio (referente ao item I do Artigo 14° do Decreto Estadual n° 59.113/2013. Disponível em: , Acesso em 11 de Março de 2017.

FREITAS, E. D. et.al. A simple photochemical module implemented in RAMS for tropospheric ozone concentration forecast in the metropolitan area os São Paulo, Brazil: Coupling and validation. Atmospheric Environment. Vol. 39, p; 6352-6361. 2005.

MINISTÉRIO DA SAUDE – Vigilância em Saúde de Populações Expostas a Poluição Atmosférica – VIGIAR. Instrumento de Identificação dos Municípios de Risco, IIMR, 2012. Situação dos Estados Brasileiros. Brasília. 2013.

NEVES, NEUZA. Formação e Dispersão de Ozônio na Região do Recôncavo Baiano, Salvador, 2010.

NOVAIS, D. L. V. Ozônio: Aliado e Inimigo. São Paulo: Spicione, 1998.

SÃO PAULO, Decreto n° 59.113, de 23 de Abril de 2013, Estabelece novos padrões de qualidade do ar e das providências correlatas, Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, São Paulo, 2013.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




INOVAE  -  ISSN 2357-7797