Logística reversa aplicada no descarte consciente dos detritos produzidos pela sociedade

Rebecca Elis Jose, Thais Borges Cintra

Resumo


O presente estudo visa informar sobre o correto descarte dos resíduos sólidos produzidos pela sociedade, e como esta responsabilidade deve ser compartilhada entre o consumidor final, as empresas e o governo. Bem como a importância da gestão ambiental e como cada ator pode colaborar para a preservação do meio ambiente.

Inicia-se o estudo com uma abordagem sobre as estatísticas dos resíduos sólidos produzidos e os danos ambientais que eles acarretam, assim informamos como a logística reversa pode atuar nessa problemática, utilizando como principio a Lei nº 12.305/10, e seu decreto regulamentador, 7404/2010 que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) onde a responsabilidade deve ser compartilhada entre os geradores de resíduos, fabricantes, importadores, distribuidores, comerciantes, o cidadão e titulares de serviços de manejo dos resíduos sólidos urbanos na Logística Reversa dos resíduos e embalagens pós-consumo.

Como instrumento de desenvolvimento econômico e social caracterizado por um conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial para reaproveitar em seu ciclo ou em outros ciclos produtivos, ou até mesmo para outra destinação final ambientalmente adequada.


Palavras-chave


Logística reversa; Responsabilidade compartilhada; resíduos sólidos; Meio ambiente; Gestão ambiental.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Indexadores: