SIMULAÇÃO COMO METODOLOGIA NA FORMAÇÃO DE DISCENTES EM ENFERMAGEM NO ESTÁGIO FINAL DA GRADUAÇÃO

Morgana Thaís Carollo Fernandes, Camila Neumaier Alves

Resumo


Objetiva-se relatar a experiência de docentes de enfermagem no planejamento, organização e condução de um cenário de simulação realística que aborda a atuação do enfermeiro na consulta de pré-natal em uma Unidade de Saúde. A construção do cenário de simulação realística envolveu os objetivos de aprendizagem “realizar a primeira consulta de pré-natal à gestante” e; “desenvolver a habilidade de comunicação”. Foi realizado Briefing e Debriefing com os atores e alunos do curso de enfermagem. Durante o cenário observou-se que a turma estava atenta, além disso, percebeu-se que a inserção de um dos alunos no ambiente controlado proporcionou um aprendizado coletivo. O uso de cenário simulado compreendeu uma ferramenta significativa no desenvolvimento do aluno, uma vez que preparou os estudantes para situações clínicas reais, contribuindo para sua formação profissional.


Palavras-chave


Simulação; Educação em Enfermagem; Enfermagem.

Texto completo:

PDF

Referências


REFERÊNCIAS

Schiavenato M. Reevaluating simulation in nursing education: beyond the human patient simulator. J Nurs Educ 2009. 48(7):388-94.

Ventura CAA, Mendes IAC, Wilson LL, Godoy S, Tamí-Maury I, Zárate-Grajales R, et al. Global health competencies according to nursing faculty from Brazilian higher education institutions. Rev Latino-Am Enfermagem 2014;22(2):179-86.

Sanino, GEC. O uso da simulação em enfermagem no Curso Técnico de Enfermagem. J. Health Inform 2012;4(Número Especial - SIIENF 2012):148-51.

Garbuio DC, Oliveira ARS, Kameo SY et al. Simulação clínica em enfermagem: relato de experiência sobre a construção de um cenário. Rev enferm UFPE on line 2016;10(8):3149-55.

Melo MCB, Liu PMF, Magalhães AMPB et al. A simulação no ensino da graduação. In Scalabrini Neto, A. Simulação realística e habilidades na saúde. 1ed. Rio de Janeiro: Atheneu; 2017.

Spindola T, Progianti JM, Penna LHG. Opinião das gestantes sobre acompanhamento da enfermeira obstetra no pré-natal de um Hospital Universitário. Ciencia y Enfermeria 2012;xviii(2):65-73.

Kirwin J, Greenwood KC, Rico J, Nalliah R, DiVall M. Interprofessional Curbside Consults to Develop Team Communication and Improve Student Achievement of Learning Outcomes. American Journal of Pharmaceutical Education 2017;81(1):15.

Costa RRO, Medeiros SM, Martins JCA, Menezes RMP, Araújo MS. O uso da simulação no contexto da educação e formação em saúde e enfermagem: uma reflexão acadêmica. Revista espaço para a saúde 2015;16(1):59-65.

Fabri RP, Mazzo A, Martins JCA, Fonseca AS, Pedersoli CE, Miranda FBG et al. Development of a theoretical-practical script for clinical simulation. Rev. esc. enferm. USP 2017;51:(e03218).

Lapkin S, Levett-Jones T. A cost–utility analysis of medium vs. high-fidelity human patient simulation manikins in nursing education. J Clin Nurs 2011;20(35):43-52.

Coutinho V, Martins JCA, Pereira MF, Mazzo A. Feedback e debriefing. In Scalabrini Neto, A. Simulação realística e habilidades na saúde. 1ed. Rio de Janeiro: Atheneu; 2017.

Santos ARG, Mazzo A, Martins JCA, Coutinho VRD, Jorge BM, Mendes IAC. Validação para a língua portuguesa da Debriefing Experience Scale. Rev Bras Enferm 2016;69(4):705-711.

Prego J, Gerolami A, Más M, Morosini F, Cedrés A, Rocha S et al . Simulación de alta fidelidad en emergencia pediátrica: primera experiencia en la formación de posgrados y residentes de Pediatría. Rev Méd Urug 2014;30(4):247-254.

Kardong-Edgren SE, Starkweather AR, Ward LD. The integration of simulation into a clinical foundations of nursing course: student and faculty perspectives. Int J Nurs Educ Scholarsh 2008;5(Article 26).

Berragan L. Simulation: an effective pedagogical approach for nursing? Nurse Educ Today 2011;31(7):660-3.

Baptista RCN, Martins JCA, Pereira MFCR, Mazzo A. Simulação de Alta-Fidelidade no Curso de Enfermagem: ganhos pelos estudantes. Rev Enf Ref 2014;IV(1):135-44.

Mendes MGS, Martins CA, Oliveira C, Silva MJ, Vilaça S. Contributos da aprendizagem baseada em problemas no desempenho de estudantes de enfermagem em ensino clínico. Rev de Formación e Innovación Educativa Universitaria 2011;5(4):227-40.

Almeida DM, Vaz DR, Prado C. Aprendizagem significativa no contexto da enfermagem. In: Prado: Práticas pedagógica em enfermagem: processo de reconstrução permanente. 1 ed. São Caetano, do Sul. 2013


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Camila Neumaier Alves, Morgana Thaís Carollo Fernandes

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 

Indexadores: Sumários.org | Diadorim | REDIB | LATINDEX